21 de julho de 2016

SERRA DO PILAR

Quem vem e atravessa o rio
Junto à serra do Pilar
Vê um velho casario
Que se estende até ao mar
(Carlos Tê, "Porto Sentido")

Foi este sábado, dia 16, o segundo encontro dos PoSk - Porto Sketchers. E que bem se passou o dia, com boa conversa e agradável convívio! O desenho que aqui trago foi o da tarde. Sim, porque fiz apenas um mísero desenho depois dos pregos no pão. Aqui a signatária não consegue trabalhar com mais produtividade... Um pouco à frente das Fontainhas, esta é a vista para a Serra do Pilar, com um pedaço da ponte D. Luiz (ortografia antiga) a aparecer:


Desta vez não me apeteceu tentar a cor "on the spot". Pu-la em casa. O desenho só a tinta foi este:


Ainda sinto a brisa do rio nesta tarde quente de Verão... Fiz o meu esboço sentada num banquinho que o Armando cavalheirescamente me emprestou, de contrário não teria aguentado nem dez minutos. A fotografia foi, como se diz em gíria jornalística, "cortesia" do Jorge, simpático repórter de serviço nesta divertida jornada de riscos e rabiscos:


24 comentários:

  1. Adoro os teus desenhos! Mesmo muito.
    E a forma como assinas foi muito bem escolhida.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há tanto tempo, Carla! Obrigada pela visita e pelo simpático comentário.

      Eliminar
  2. LINDO Miú :)
    Fez-me lembrar um quadro que meu avô pintou. Se calhar ele era sketcher e não sabia. No entanto ele pintava com recortes de revistas e jornais. Que boa recordação :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? Que giro ter um avô artista! Se era a partir de fotografia, então o termo "sketcher" não se aplicaria a ele, pelo menos na acepção de hoje, pois implica desenhar no local.
      Quanto ao meu desenho, na verdade esta perspectiva é bastante comum, quer-me parecer... Acho até que, além de mim e do teu avô, muitos outros desenhos parecidos devem existir. :)
      Beijinhos!

      Eliminar
  3. Ficou muito giro, aquela sombrinha alí dá-lhe um ar tão fresquinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E era mesmo fresquinha! Foi o que me valeu - a sombra e a cadeirinha. :)

      Eliminar
  4. Que bonito!Um colorido estival e uma fresca tranquilidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais, Luís, uma "fresca tranquilidade", que muito me agradou.

      Eliminar
  5. Tão bonito a cores como a preto e branco :-) Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elsinha, tens de publicar o teu. Então!
      Bjs

      Eliminar
  6. Vi o título e lembrei-me logo da canção. O enquadramento está excelente. Lindo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, obrigada, Henrique! Linda é a canção, essa sim... :)

      Eliminar
  7. Gosto bastante desta aguarela. A árvore está fantástica. É o seu volume que permite entender a grandeza da paisagem em frente.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Primeiro parecia-me que ia sair uma bodega... Enfim!
      Mas é uma paisagem grandiosa, sim.
      Obrigada!

      Eliminar
  8. Magnífico dibujo. Complicado por la cantidad de elementos que dicha composición lleva. Sintetizar, como me decías en tu comentario, es muy difícil. Yo mismo, llevo varios años intentándolo. Soy arquitecto y tengo tendencia de dibujar todo. Estoy en plena lucha contra esta costumbre (Porque quiero simplificar al máximo). Tu dibujas muy bien. Me gustan mucho y lo más importante es que te sientas satisfecha con tu forma de pintar. Y si te lo pasas bien... mucho mejor!
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, "satisfeita com a minha forma de pintar"? Nem sempre, caro Joshemari, nem sempre!... Mas lá que "me lo paso bien", isso sim! :)
      Um grande abraço e muito obrigada pelo encorajamento tão gentil

      Eliminar
  9. Querida Miú! Nota máxima para este desenho e para a aguarela!! Ficamos MARAVILHADOS! Beijinhos do outro lado do Atlântico:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí desse lado é que deve haver montes de motivos lindos para desenhar...
      Quando regressas?
      Beijinhos!

      Eliminar
  10. Adoro o texto! Na verdade gosto sempre dos textos.
    Também gostei bastante do registo sem cor mas concordo com a Susana aquela sombra dá um ar fresquinho por oposição à luz que faz adivinhar o calor no casario.
    Ficou muito bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, Celeste, e muito obrigada!
      O texto? Bem, ossos do ofício, diria eu... Sou de Letras. ;)
      Um beijinho!

      Eliminar